Portal da Transparência do Governo Federal


Perguntas e Respostas

 

 

1. Por que na tela inicial não aparece a possibilidade de pesquisa por órgão?

 

2. Só consigo acessar dados de 2015? Por que não consigo dos anos anteriores?

 

3. Como vejo a compra mais barata e a mais cara já feitas, independente do produto?

 

4. Preço ou quantidade muito acima ou muito abaixo da média significa fraude?

 

5. Quando acontece esse “ponto fora da curva”, que providências a CGU adota?

 

6. Qual é a diferença entre Preço de Compra, Preço Frequente e Preço de Referência?

 

7. O que significa quantidade de lances na licitação?

 

8. O que significa quantidade no empenho, valor unitário no empenho e valor total no empenho?

 

9. Por que não há nenhum registro encontrado para a pesquisa regional e estadual?

 

10. Há previsão para a inserção de novos produtos na pesquisa?

 

11. Há previsão da inserção de novos órgãos no resultado da pesquisa?

 

12. Por que alguns produtos não têm unidade de medida?

 

13. Na pesquisa abaixo, posso dizer que o governo já comprou resma de papel por R$ 4,35 e por R$ 106,00 a unidade?

 

14. Na extração abaixo, o Estado do Piauí gastou R$ 160.500,00 com 15.000 resmas e Sergipe gastou R$ 449,40 com 42 resmas? Se estiver errado, o sistema e filtros são confiáveis?

 

15. Ainda em relação à pesquisa acima, posso afirmar que as duas Gerências Executivas do INSS pediram na licitação um total de 293.400 resmas?

 

16. Fiz uma busca por resma de papel e notei que alguns órgãos não aparecem com compras registradas. Por que isso aconteceu?

 

 


 

 

 

1. Por que na tela inicial não aparece a possibilidade de pesquisa por órgão?

 

Para gerar as faixas de valores (compra, frequente e de referência), é necessário um número mínimo de empenhos para a combinação produto x unidade de medida x localização x período (ver metodologia). Se o órgão fosse utilizado nessa análise haveria um nível a mais de detalhamento e esse número não seria atingido para a maioria dos órgãos. Vale lembrar que ao detalhar uma tabela é possível usar os filtros para selecionar órgãos.

 


Voltar ao topo

 

 

 

2. Só consigo acessar dados de 2015? Por que não consigo dos anos anteriores?

 

Nessa primeira versão foram disponibilizados apenas os dados de 2015, mas está em estudo a viabilidade de incluir dados de anos anteriores.

 


Voltar ao topo

 

 

 

3. Como vejo a compra mais barata e a mais cara já feitas, independente do produto?

 

Atualmente é possível consultar diversos produtos ao mesmo tempo. Entretanto, o ideal é comparar os preços de um mesmo produto para se destacar os possíveis contrastes.

 


Voltar ao topo

 

 

 

4. Preço ou quantidade muito acima ou muito abaixo da média significa fraude?

 

Não necessariamente. Um preço muito discrepante das faixas frequentes e ideais pode decorrer de erros de cadastro (como quando uma compra de várias unidades é feita mas o campo unidade fica marcado como “1”) ou mesmo de uma situação extraordinária em determinado período, como calamidade pública.

 


Voltar ao topo

 

 

 

5. Quando acontece esse “ponto fora da curva”, que providências a CGU adota?

 

A CGU dispõe de canais de interlocução com os gestores públicos onde essas situações estão publicadas para que sejam analisadas. Entretanto, devido à grande quantidade de empenhos emitidos, não é possível para a CGU acompanhar individualmente todos esses casos.

 


Voltar ao topo

 

 

 

6. Qual é a diferença entre Preço de Compra, Preço Frequente e Preço de Referência?

 

Os Preços de Compra são os valores emitidos nos empenhos de despesa considerados para o escopo do Banco de Preços (sem empenhos de estimativa). Para o cálculo dos Preços Frequentes, são desconsideradas as anomalias (valores muito acima ou abaixo dos demais). O Preço de Referência é calculado a partir de outro processo estatístico que estima uma faixa de preço médio esperada. Para mais detalhes veja a metodologia.

 


Voltar ao topo

 

 

 

7. O que significa quantidade de lances na licitação?

 

Cada lance é um valor que foi proposto por um licitante na disputa.

 


Voltar ao topo

 

 

 

8. O que significa quantidade no empenho, valor unitário no empenho e valor total no empenho?

 

Cada empenho se refere a uma determinada quantidade de um produto (Quantidade no Empenho) que é comprada a um preço unitário (Valor Unitário no Empenho), resultando em um preço total (Valor Total no Empenho). Por exemplo, se determinado órgão emite um empenho para a compra de 15 resmas de papel A4, cada uma custando R$ 10,00, teremos no resultado da pesquisa:

 

Quantidade no Empenho: 15
Valor Unitário no Empenho: R$ 10,00
Valor Total no Empenho: R$ 150,00

 


Voltar ao topo

 

 

 

9. Por que não há nenhum registro encontrado para a pesquisa regional e estadual?

 

Nos casos em que não estão disponíveis os preços de referência estaduais e regionais, significa que a quantidade de registros resultantes do detalhamento não foi suficiente para o cálculo estatístico da média. Os empenhos ainda podem ser consultados no portal da transparência, na seção de detalhamento diário de despesas.

 


Voltar ao topo

 

 

 

10. Há previsão para a inserção de novos produtos na pesquisa?

 

Ainda não há previsão, mas a equipe vem trabalhando para incrementar a lista de produtos.

 


Voltar ao topo

 

 

 

 

11. Há previsão da inserção de novos órgãos no resultado da pesquisa?

 

Não há filtro para órgãos no banco de preços, sendo assim, para o órgão aparecer no resultado, basta que existam compras registradas para os produtos.

 


Voltar ao topo

 

 

 

12. Por que alguns produtos não têm unidade de medida?

 

Todos os produtos possuem unidade de medida, como caixa, resma ou unidade. Em alguns casos, há mais de uma unidade de medida disponível por produto.

 


Voltar ao topo

 

 

 

13. Na pesquisa abaixo, posso dizer que o governo já comprou resma de papel por R$ 4,35 e por R$ 106,00 a unidade?

 

Esses dois valores se referem ao empenho emitido, que é apenas a primeira etapa na execução da despesa. É possível que alguns empenhos registrados resultem de erros de cadastro, não havendo para eles o efetivo pagamento.

 

 

Valores de Compra Valores Frequentes Valores de Referência
Nome do Produto Unidade de Medida Localização Período Quantidade de Compras Valor Total (R$) Mínimo (R$) Máximo (R$) Mínimo (R$) Máximo (R$) Mínimo (R$) Máximo (R$)

Papel A4

resma

Nacional

2015

812

6.705.448,38

4,35

106,00

8,78

15,65

10,84

11,03

 


Voltar ao topo

 

 

 

 

14. Na extração abaixo, o Estado do Piauí gastou R$ 160.500,00 com 15.000 resmas e Sergipe gastou R$ 449,40 com 42 resmas? Se estiver errado, o sistema e filtros são confiáveis?

 

Quanto à primeira pergunta, não. O que houve em cada caso foi a emissão de um empenho pela unidade descrita na coluna “Nome da Uasg” (que não está presente na tabela abaixo mas consta da tabela original), e não pelo Estado do Piauí. O valor total refere-se ao que foi registrado por aquela unidade. Ressaltamos que erros de cadastro podem ocorrer e são tratados para efeito de cálculo da média, porém a consulta analítica dos preços apresenta todos os valores, inclusive os considerados anômalos. Assim, respondendo à segunda pergunta, o sistema e os filtros são confiáveis, o que não impede que sejam apresentados na consulta analítica empenhos com valores não condizentes com a realidade devido a erros no registro dos dados originais.

 

 

UF Modalidade de Licitação Quantidade Solicitada na Licitação Valor Unitário Estimado na Licitação (R$) Valor Unitário Homologado na Licitação (R$) Quantidade de Lances na Licitação Nome do Favorecido Órgão Gerenciador (SRP) Nome Uasg Gerenciador Quantidade no Empenho Valor Unitário no Empenho (R$) Valor Total no Empenho (R$)

PI

PREGAO

293400

11,29

10,70

48

DV COMERCIO

INSS

GEX/PI

15.000

10,70

160.500,00

SE

PREGAO

293400

11,29

10,70

48

DV COMERCIO

INSS

GEX/SE

42

10,70

449,40

 


Voltar ao topo

 

 

 

 

15. Ainda em relação à pesquisa acima, posso afirmar que as duas Gerências Executivas do INSS pediram na licitação um total de 293.400 resmas?

 

Sim. Porém essa é apenas uma estimativa de compra do órgão. No caso específico, os empenhos se referem apenas às quantidades especificadas no campo “Quantidade no Empenho” (15.000 pela Gerência Executiva no Piauí e 42 pela Gerência Executiva em Sergipe).

 


 


Voltar ao topo

 

 

 

 

16. Fiz uma busca por resma de papel e notei que alguns órgãos não aparecem com compras registradas. Por que isso aconteceu?

 

Nesse caso ou o órgão não emitiu nenhum empenho referente ao produto, período e unidade de medida selecionados ou os empenhos foram desprezados segundo os critérios de seleção inicial descritos na metodologia.

 


 


Voltar ao topo